03.02.2020
01h47

Segundo a Sefaz, sonegação de imposto chega a R$ 30 milhões. A Receita Estadual deflagrou a operação Planejados nesta sexta-feira (31). Na mira, um grupo empresarial do ramo moveleiro que tem débito de cerca de R$ 30 milhões em ICMS. Segundo a Secretária da Fazenda (Sefaz), o valor é resultante de impostos sonegados desde 1989, evidenciando uma prática irregular que já dura mais de 30 anos. Ainda segundo a Sefaz, o grupo tem várias empresas na região metropolitana também são apurados indícios de fracionamento de empresas, visando pulverização do faturamento e consequente opção pelo Regime de Tributação do Simples Nacional, prática irregular que permite que pessoas jurídicas laranjas gozem da tributação diminuta aplicada nesse sistema. A atuação ostensiva do Fisco Gaúcho, que conta com a participação de 11 auditores-fiscais, três técnicos tributários e apoio da Brigada Militar, tem como propósito a busca e apreensão de provas e documentos para subsidiar os trabalhos de auditoria fiscal. A Receita Estadual está ampliando as ações de combate à sonegação, tendo programadas, para os próximos meses, outras operações neste e em outros setores da economia. A atuação do órgão busca a recuperação dos valores sonegados, além de proteger os contribuintes que pagam corretamente seus tributos, coibindo a concorrência desleal entre empresas. FONTE: DIARIO DE CANOAS.

noticia
01h47
03.02.2020

notícias relacionadas

faça o cadastro e receba nossas notícias por e-mail

E-mail enviado!
Erro! Por favor tente novamente.